Observation Tower
 
 
 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A proposta para o Pape Bird Observation Tower surgiu-nos como um movimento/acção natural que teria de interagir sensivelmente sobre este ambiente.

Destino para milhares de aves migratórias e vários mamíferos, era apenas natural pensarmos duma forma responsável, quer ambientalmente, quer projectualmente.

Observámos rotas migratórias e daí retirámos que os pássaros traçam caminhos que podem parecer aleatórios, mas são regulares, ano após ano. Começámos a formar uma ideia que personificasse a movimentação migratória das aves.

Em simultâneo era importante proporcionar um local apropriado para estadia de várias horas, ao mesmo tempo que adicionava algo positivo ao ambiente e à fauna, uma escala que unisse: Homem, Animal e Local.

Em busca da resposta começámos a jogar com escalas e formas, com longos e harmoniosos percursos em rampa, contudo rapidamente percebemos que tínhamos de trabalhar com budget curto, e que estávamos a implantar num solo com pouca estabilidade, num local com poucos meios construtivos.

Decidimos restringir a forma ao essencial, simplificar a proposta ao seu estado fundamental.

Mantendo a abordagem natural, todo o Norte da Europa é rico em vários tipos de madeira, facto que torna a construção mais leve, sustentável, e ambientalmente responsável; isto fez a nossa proposta evoluir num sentido mais prático do que artístico.

Neste ponto, surgiu a questão: para que serve uma torre de observação, se não para ver em toda a sua plenitude? E, apesar da vista ser preferencialmente para o lago, a resposta foi oferecer linhas de visão em todos os sentidos – 360º

Esta intenção direcionou-nos para uma certa desconstrução da forma. Criámos uma pele em madeira que envolve uma estrutura e escada, também em madeira, que vai sendo subtraída em certos momentos, permitindo em simultâneo criar vistas em 360ª, assim como a desconstrução da mesma provoca que o volume da torre não imponha tão veementemente a sua presença e impacto sobre a paisagem.

Já com uma proposta amadurecida ao longo duma evoluição conceptual e prática, percebemos que podíamos dar ainda mais aos animais e ao ambiente do parque. Decidimos usar madeira reciclada para a pele envolvente.

Ao manter o embasamento da torre afastado do solo, quase como que a flutuar devido a um desconstrutivismo de cima para baixo, permitimos que animais mamíferos se possam abrigar em baixo da torre.

Ao colocarmos caixas de pequenas dimensões com pequenos orifícios de entrada, oferecemos aos pássaros local seguro para nidificar.

Em conclusão, numa procura para uma proposta equilibrada, capaz de eleger um elemento icónico e que ao mesmo tempo solucionasse questões ambientais e sustentáveis, que respondesse a necessidades que ultrapassam as do Homem, esta é a nossa proposta: A Natural Act – ANA.

powered by cismeios